Plano de Retoma UPT

Atualização do Plano de Retoma UPT

(Elaborado em maio de 2020)

Nota Introdutória

Tendo em consideração as orientações divulgadas pela Direção Geral do Ensino Superior para as atividades letivas e não letivas nas Instituições de Ensino Superior para o ano letivo 2020/2021, bem como, a recomendação do Senhor Ministro da CTES, emitida em 04/08/2020, resulta que a retoma das atividades letivas presenciais na UPT deve acautelar o cumprimento estrito das recomendações destas autoridades, no que respeita ao nível sanitário e de higiene, garantindo sempre as condições de distanciamento social, higiene das mãos e de superfícies e ainda prever medidas de controlo do COVID-19 a serem consideradas, agora também, em todos os espaços comuns de convívio na UPT.

Este plano relembra algumas das regras básicas e redefine os percursos dentro da UPT, por forma a minimizar os contactos entre utentes.


Nesta atualização mantém-se a obrigação de um rigoroso comprimento, por todos os utentes, deste Plano de Retoma da UPT, evitando comportamentos que possam colocar em risco a saúde própria e a de terceiros.

Medidas gerais de prevenção de contágio

Distanciamento social

Cuidados a ter relativamente ao distanciamento social:
As medidas de distanciamento social visam reduzir a interação social entre pessoas, de forma a evitar a transmissão da doença por COVID-19. O sucesso das medidas preventivas depende essencialmente da colaboração de todos. Para quebrar as cadeias de transmissão e proteger a comunidade, é fulcral a adoção e cumprimento das medidas de distanciamento social.

Medidas básicas de higiene

Organização Geral:

  • É obrigatória a utilização de máscara na UPT por estudantes, docentes, não docentes, investigadores, outros colaboradores e visitantes, de acordo com a legislação vigente. Se aplicável, recomenda-se a reutilização adequada da máscara, de acordo com as instruções do fabricante, em termos sanitários e ambientais.
  • Deve ser sempre acautelada a higienização das mãos à entrada e à saída das salas e espaços comuns, com solução antisséptica de base alcoólica (SABA).
  • Todos os espaços serão higienizados de acordo com as normas e orientações da DGS, sendo garantida a existência de material e produtos de limpeza para os procedimentos adequados de desinfeção e limpeza dos edifícios.
  • Está disponível informação acessível, nomeadamente através da afixação de cartazes, sobre a correta lavagem e higienização das mãos, etiqueta respiratória, distanciamento físico, uso de máscara por todas as pessoas em espaços fechados (colocada adequadamente e em permanência), entre outros.
  • Estão definidos circuitos de entrada e saída nas instalações, de forma a minimizar a concentração e o ajuntamento de pessoas.
  • • É privilegiada a renovação frequente do ar em todos os espaços fechados, em articulação com as normas e orientações da DGS aplicáveis. Pode também ser utilizada ventilação mecânica de ar (sistema AVAC – Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado). Nestes casos, é garantida a limpeza e manutenção adequada, de acordo com as recomendações do fabricante, e a renovação do ar dos espaços fechados, por arejamento frequente e/ou pelos próprios sistemas de ventilação mecânica (quando esta funcionalidade esteja disponível).
  • Estão devidamente acauteladas instalações sanitárias com água, sabão líquido com dispositivo doseador e toalhetes de papel de uso único, para a promoção das boas práticas de higiene, nomeadamente a higienização das mãos, bem como higienização frequente das instalações, de acordo com as normas e orientações da DGS.
  • As portas vão permanecer abertas de modo a evitar o toque frequente em superfícies e a permitir uma melhor circulação do ar dentro dos espaços.
  • Nos parques de estacionamento está assegurada a afixação de instruções de higiene e segurança em locais bem visíveis e será garantida a desinfeção com frequência dos equipamentos utilizados, designadamente os terminais para o pagamento do serviço.
  • Na realização de congressos, reuniões, conferências e eventos serão cumpridas as normas e orientações da DGS em vigor, bem como da legislação vigente.

Organização e disposição das salas de aula, anfiteatros e outras áreas onde decorrem atividades com estudantes, docentes, investigadores e colaboradores:

  • É obrigatório o uso de máscara, sendo aconselhável a sua utilização e/ou reutilização adequada em termos sanitários e ambientais.
  • Nas salas, devem ser mantidas as medidas de distanciamento, devendo, sempre que possível, garantir-se um distanciamento físico entre as pessoas de, pelo menos, 1 metro, sem comprometer o normal funcionamento das atividades letivas.
  • As mesas estão dispostas, de acordo com as orientações da DGS em vigor, não podendo ser alterada a respetiva disposição.
  • É promovida a higienização frequente dos materiais partilhados e sempre antes da troca de utilizador.
  • É assegurada a existência de meios para a higienização das mãos antes da entrada em cada sala e à saída.
  • É garantida a higienização do mobiliário e equipamentos de utilização comum presentes nas salas de aula antes do início de cada aula, sempre que assim seja possível.
  • Nas bibliotecas, nos laboratórios e instalações similares, é maximizado o distanciamento físico entre as pessoas. Sempre que tal não for possível, ou nas situações em que as pessoas estejam frente a frente, devem ser instaladas barreiras de proteção, como por exemplo divisórias em acrílico.
  • Nas cantinas e bares é acautelado o respeito pelas regras de distanciamento físico entre todos os utilizadores e o uso obrigatório de máscaras (com exceção durante o período de refeição).

Organização e disposição dos espaços comuns

  • Os espaços de lazer de usufruto comum, designadamente salas de convívio ou similares, foram redimensionados na sua lotação máxima e o mobiliário de apoio é higienizado regularmente, conforme indicação da DGS.

Higienização de espaços

Está assegurada a higienização recorrente de todos os espaços de utilizados, em cumprimento da Orientação da DGS 014/2020 de 21-03-2020.
No interior da UPT existirão, em lugares acessíveis, dispensadores de soluções
antissépticas de base alcoólica para desinfeção das mãos

Acesso às instalações UPT

Requisitos para entrar e manter-se na UPT

  1. Não ter febre ou sintomas (COVID-19);
  2. Ter máscara certificada;
  3. Respeitar as normas divulgadas pela DGS e as internas estalecidas pela UPT.

Requisitos para a participação em atividades letivas e exames presenciais

  1. Quer o docente, quer o discente, deverão cumprir rigorosamente os horários estipulados para todas as atividades da escola, por forma a evitar ajuntamento de pessoas nos corredores.
  2.  Os alunos deverão ter sempre disponível o seu cartão de identificação.
  3. A circulação nos espaços UPT deve ser feita sempre em respeito pelos percursos estabelecidos e a seguir indicados.

Percursos para as atividades letivas

SALAENTRADASAIDA
101 – 105Estacionamento (parque do piso 2 (bar))Escadas da prumada que tem os três elevadores (Sair no Átrio do Infante)
202 – 210Estacionamento (parque do piso 2 (bar))Escadas da prumada que tem os três elevadores (Sair no Átrio do Infante)
301 – 312Piso 4 (Bernardino de Almeida)Escadas da prumada que tem os três elevadores (Sair no Átrio do Infante)
410 – 417Piso 4 (Bernardino de Almeida)Escadas da prumada que tem os três elevadores (Sair no Átrio do Infante)
Salas do Piso 5Piso 4 (Bernardino de Almeida)
Utilizar as escadas do Fórum para aceder ao 5º Piso
Escadas da prumada que tem os três elevadores (Sair no Átrio do Infante)
S. Tomé
(Salas 751-754)
Rua de S. ToméRua de S. Tomé

Nota: Para deslocação aos serviços indicados abaixo devem seguir os seguintes percursos:

Percurso para serviços (nos termos do plano de contingência)

SERVIÇOENTRADASAÍDA
Secretaria/Tesouraria/Ação SocialÁtrio do InfanteÁtrio do Infante
FinanceirosÁtrio do InfanteÁtrio do Infante
Gabinete de IngressoÁtrio do InfanteÁtrio do Infante
ReprografiaÁtrio do InfanteÁtrio do Infante
BibliotecaÁtrio do InfanteÁtrio do Infante
HelpdeskServiço online

Notas Finais

  1. A permanência de pessoas em espaços fechados comuns deve ser reduzida ao máximo de 10 pessoas/grupo.
  2. Utilizar preferencialmente serviços telefónicos ou online para entrar em contacto quer com outros colegas, quer com os serviços da UPT.

Não será permitido

  1. Utilizar os elevadores (com exceção de pessoas com mobilidade reduzida), uma vez que são considerados zonas de alto risco de transmissão, quando utilizados por um grande número de pessoas em permanência e não ser possivel assegurar a sua higienização permanentemente.

Este documento não dispensa a consulta dos documentos referenciados nos links abaixo

Voltar ao topo